Este filme de suspense violento chocou fez dezenas de pessoas abandonarem a sessão em Cannes

A Casa que Jack Construiu (The House that Jack Built) é um suspense dinamarquês, dirigido pelo controverso cineasta Lars von Trier.

 

Estrelado por Matt Dillon (Crash – No Limite) e Uma Thurman (Kill Bill), o filme conta 12 anos da vida de Jack, um serial killer de mulheres que tem como objetivo executar o crime perfeito, isto é, sem deixar qualquer rastro.

 

A produção, que marca o retorno do cineasta após Ninfomaníaca (2013), causou uma debandada de espectadores, e desta vez não foi por declarações polêmicas feitas por ele.

 

De acordo com informações do El País, o filme, que foi apresentado no festival de Cannes no dia 14 de maio, conta com uma série de sequências extremamente violentas e desagradáveis, o que fez com que muitas pessoas abandonassem a projeção entre vaias e protestos.

Alguns jornalistas e críticos de cinema chegaram a questionar se era apropriada a exibição de um filme tão explicitamente violento durante o festival francês. “Por que o festival deixou que esse filme fosse exibido?”, questionou Ramin Setoodeh, da revista norte-americana Variety.

 

Os jornais The Guardian e The Telegraph publicaram sobre as diferentes reações dos espectadores. “De fazer vomitar, repugnante, patético, vil”, disse um deles. Já a Folha de São Paulo classificou o filme como “Misógino e cruel”, enquanto o Estadão como “desumano”. 

 

Entretanto, de acordo com o The Hollywood Reporter, o público que permaneceu na sala ovacionou a projeção com longos aplausos.

 

Já nas redes sociais, após ler sobre a polêmica, alguns usuários demonstraram ansiedade pelo lançamento, afirmando que “não viam a hora” de assistir ao filme. As cenas que mais foram vaiadas durante a projeção incluíam ações explícitas contra crianças e animais.

Confira o trailer legendado: 

[ El país ] [ Foto: Reprodução / Youtube ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!