“Deus te fez assim e te ama”, diz Papa Francisco a homossexual molestado por padre

por Redação Gooru 915 views0

Juan Carlos Cruz, um sobrevivente de abuso sexual clerical, há duas semanas conversou em particular com o Papa Francisco sobre o incidente que envolveu um dos padres pedófilos mais notórios do Chile. Segundo ele, o pontífice teria lhe dito: “Deus te fez assim, te ama assim e a mim não importa”.

 

De acordo com informações do The Guardian e El País, a questão da sexualidade de Juan surgiu quando ele foi retratado por bispos chilenos como “pervertido” e acusado de mentir sobre o abuso.

Haviam dito a ele que eu era praticamente um pervertido. Expliquei que não sou a reencarnação de São Luis Gonzaga, mas também não sou uma pessoa má”, disse ele ao El País. “Tento não fazer mal a ninguém. Ele então me disse: ‘Juan Carlos, você ser gay não importa. Deus te fez assim, te ama assim e a mim não importa”.

 

Segundo o chileno, o pontífice também teria pedido perdão “em nome da Igreja” por todos os abusos. O padre responsável pelo abuso é Fernando Karadima, hoje com 87 anos, que foi considerado culpado pelo Vaticano em 2011.

 

Greg Burke, principal porta-voz do Vaticano, não respondeu perguntas sobre o fato de a declaração de Cruz refletir com precisão a conversa com o líder da Igreja Católica Romana. No entanto, esta não é a primeira vez que o Papa demonstra uma atitude aberta e tolerante em relação à homossexualidade, apesar do dogma da Igreja apontá-la como “pecado”. Em julho de 2013, por exemplo, ao responder um repórter sobre a existência de um suposto “lobby gay” dentro do Vaticano, o pontífice disse: “Quem sou eu para julgar?

As afirmações, segundo especialistas, parecem refletir que Francisco não acredita que as pessoas escolham ser homossexuais, ao contrário do que argumentam alguns conservadores religiosos radicais.

 

De acordo com Christopher Lamb, correspondente do Vaticano para o jornal católico internacional The Tablet, os comentários do Papa demonstram sinais de que uma mudança de atitude pode estar acontecendo.

 

Vai além de ‘quem sou eu para julgar?’ Para ‘você é amado por Deus'”, explicou Lamb. “Eu não acho que ele tenha mudado o ensinamento da igreja, mas ele está demonstrando uma afirmação aos gays católicos, algo que tem faltado ao longo dos anos em Roma”.

[ The Guardian / El País ] [ Foto: Reprodução / The Guardian ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!