Após cair bêbada, médicos descobrem que dor nas costas de paciente era um câncer ósseo

Britânica afirma que uma noite de bebedeira salvou sua vida. Após tropeçar e cair na rua enquanto estava bêbada, os médicos descobriram que ela tinha câncer ósseo. “Eu fui salva por estar embriagada, jamais imaginava algo do tipo”, descreveu.

 

Claire Burgess, de 25 anos, residente em Lancashire, na Inglaterra, estava em uma festa com os amigos, bebeu além da conta e caiu na volta para a casa. Ela sentiu muitas dores nos dias seguintes e foi forçada a visitar o hospital. No início, os médicos acreditavam que sua dor era apenas resultado de danos nos nervos, mas, depois de ser encaminhada para um fisioterapeuta, eles notaram algo mais grave.

 

Uma das pernas de Claire estava paralisada de cima a baixo e ela foi imediatamente mandada para uma ressonância magnética. Duas semanas mais tarde, em novembro de 2010, a moça foi diagnosticada com câncer ósseo agressivo e precisou passar por rodadas esgotantes de quimioterapia em uma tentativa de salvar sua vida.

Os médicos disseram que ela tinha apenas 40% de chance de sobreviver. “O câncer também se espalhou para o tecido mole ao redor do osso. Eu nunca imaginei que teria algo tão terrível. ‘Quem tem câncer com 20 anos?’… Eu pensava”, relatou Claire.

cancer-osseo

Ela foi diagnosticada em novembro de 2010, após terminar a faculdade e trabalhar em dois empregos durante o dia. Os médicos disseram que Claire precisava começar o tratamento imediatamente se quisesse sobreviver, e ela deu início a seis ciclos de quimioterapia, seguidos de radioterapia, em dezembro.

 

O tratamento não conseguiu encolher o tumor e ela foi forçada a tomar a terrível decisão de se submeter a um teste de drogas de células-tronco que iria deixá-la infértil.  “Eu estava apavorada, mas foi um choque tão grande que eu não tive muito tempo para pensar nisso. A quimioterapia não estava funcionando e os médicos disseram que minha única chance era me submeter a um transplante de células estaminais. Isso me deixaria completamente infértil, e, apesar de querer filhos, eu sabia que era a minha única chance de ter um futuro”, disse.

Felizmente, embora ela seja incapaz de ter filhos, seu câncer foi curado. Agora, quase cinco anos depois, Claire está planejando seu casamento com James Murray, de 28 anos, e tem a esperança de adotar uma criança no próximo ano. “Foi incrível quando eu conheci James, eu disse a ele sobre o meu diagnóstico e ele foi tão favorável. Nos casaremos no próximo mês e planejamos adotar uma criança no próximo ano, para que possamos completar a nossa família. Faço exames de rotina a cada três meses para verificar se meu câncer não voltou, mas eu já estou livre do câncer há cinco anos”, revelou Claire.

 

A britânica tem recebido apoio da instituição Bone Cancer Research Trust, que apoia os acometidos pelo câncer ósseo. Julie Harrington, presidente-executiva do instituto, disse: “Claire é uma mulher jovem e inspiradora, cuja positividade e determinação ajudaram-na a se manter em pé. É maravilhoso ver como ela superou os desafios desde seu diagnóstico de câncer. Nós desejamos a ela e à sua família muito amor, saúde e felicidade no futuro. Câncer ósseo primário é uma doença cruel e devastadora, que afeta 600 pessoas no Reino Unido e na Irlanda anualmente, deixando os acometidos com cicatrizes físicas e emocionais de longa duração. Os pacientes conhecem os seus próprios corpos melhores do que qualquer um. Caso você esteja sentindo dores ósseas ou qualquer inchaço, por favor, não hesite em procurar um médico para ajudá-los a descartar a possibilidade de câncer ósseo primário”.

[ Daily Mail ] [ Foto: Reprodução / Daily Mail ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!