10 coisas extremamente perigosas mas que eram normais no passado

Se você acha que as pessoas hoje em dia fazem coisas incomuns, é necessário conferir nossa história comparativamente recente. Você verá que nossos ancestrais costumavam fazer coisas  extremamente ainda mais estranhas.

 

Confira algumas das coisas mais assustadoras e perigosas que eram permitidas no passado:

 

10 – Tratamento de cocaína

Cem anos atrás, as pessoas não tratavam essa substância como prejudicial. Pelo contrário, estava disponível em farmácias e era vendida sem receita médica para curar tosses e dores de dente. A cocaína também foi recomendada como sedativo para crianças. E, como com outras drogas farmacêuticas, a cocaína foi amplamente divulgada.

9 – Envio de crianças pelo correio

Parece brincadeira, mas no início do século 20, os americanos tiveram a oportunidade de enviar seus filhos pelo correio de forma absolutamente legal. Custava cerca de 15 centavos se o filho não pesasse mais do que um pacote padrão. Pais provavelmente queriam poupar dinheiro mandando os filhos para parentes.

 

8 – Brinquedos radioativos

Brinquedos radioativos foram o alvo da década de 1950, incluindo este Laboratório de Energia Atômica que continha partes prejudiciais de isótopos radioativos. Felizmente, o brinquedo só ficou no mercado por cerca de um ano antes de ser retirado das prateleiras.

7 – Fumar durante a gravidez devido a receita médica

Fumantes são restritos de várias maneiras hoje em dia. Mas, há 70 anos, médicos americanos recomendavam que suas pacientes grávidas fumassem para se livrar da constipação, de modo que uma mulher que acabara de dar à luz não era proibida de fumar no hospital.

 

6 – Cerveja para bebês

Lado a lado com cigarro para mulheres grávidas, a cerveja Blatz encorajava jovens e grávidas a beber, dizendo que ela continha “qualidades nutritivas”. Não foi até a descoberta da Síndrome Alcoólica Fetal, que essa prática foi proibida.

5 – Gaiolas de bebê ao ar livre

Nos anos 1930, essas gaiolas de arame eram muito comuns entre as famílias britânicas. Com a ajuda dessas construções perigosas, as crianças podiam respirar ar fresco enquanto suas mães estavam ocupadas com tarefas domésticas. É inacreditável, mas essas jaulas eram consideradas seguras.

 

4 – Métodos duvidosos de tratamento

Não faz muito tempo que médicos não sabiam da desinfecção e usavam métodos estranhos: a sangria como remédio para todas as doenças, cortar a língua contra a gagueira, assim como a lobotomia e o tratamento de choque elétrico. Até mesmo os médicos mais bem-sucedidos da época, como o cirurgião ortopédico Lewis Sayre (fotografado com uma paciente), fizeram muitas operações com resultados letais.

3 – Zoológicos humanos

Os zoológicos humanos tinham como objetivo exibir pessoas da Ásia e da África como “prova” da teoria de Darwin. Esse tipo vergonhoso de entretenimento existiu por muitos anos. Na foto, você pode ver um zoológico humano belga em 1958.

 

2 – Amianto de Natal

Acredite ou não, as pessoas costumavam decorar suas casas com neve artificial feita de amianto. A exposição prolongada a esta substância causa câncer de pulmão, mesotelioma e doença pulmonar ocupacional. Este produto de neve falsa continha “amianto anfibólio”, que é uma forma altamente tóxica da substância.

1 – Tratamento com tênias

Anúncios como este sugerem que, por volta dos anos 50, as pessoas começaram a se infectar com vermes para perder peso.

 

A ideia era que as tênias eram um parasita e se alimentavam dos alimentos que você come. Isso significa que suas calorias seriam divididas entre você e a tênia.

 

O problema é que ter vermes pode resultar em dor abdominal, fraqueza, dores de cabeça, náusea, diarreia, constipação, inchaço e deficiências de vitaminas. Também às vezes as tênias não permanecem em seu estômago. Elas se movem através de partes do corpo, incluindo o cérebro, o que pode levar a resultados mortais.

[ BrightSide via Fique Sabendo ] [ Fotos: Reprodução / BrightSide ]

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!