Gooru - Miscelnia de Contedos

Profecia da Bíblia sobre a Síria está deixando o mundo em choque; entenda

por Redação Gooru 79.117 views0

Enfrentando uma guerra civil que já dura seis anos, a Síria hoje vive uma enorme crise humanitária. Recentemente, o país foi alvo de um ataque químico que resultou da morte de 80 pessoas, entre elas, 30 crianças, bem como uma retaliação norte-americana, que mandou dezenas de mísseis contra uma base militar síria.

 

Contudo, há quem diga que o cenário enfrentado pela Síria foi predito pela Bíblia Sagrada, mas especificamente no livro de Isaías (765 a.C. – 681 a.C.), capítulo 17, versículo 1. Eis que Damasco será tirada, e já não será cidade, mas um monte de ruínas”. Neste trecho, Isaías supostamente profetiza sobre uma maciça destruição da capital do país, Damasco.

Desaparecerá a fortaleza de Efraim e a soberania de Damasco e todo o resto da Síria”. Já neste, o texto sinaliza que não apenas Damasco será destruída, mas todo o país. O capítulo segue pregando avisos ao povo de Israel, fadado a perder suas forças e riquezas.

Alguns analistas políticos acreditam que este cenário é passível de ocorrer. Igor Korotchenko, analista militar russo, por exemplo, disse, de acordo com o periódico El Diario Ny, que se o governo de Bashar al-Assad cair e os islamitas chegarem ao poder, a segurança de Israel será consideravelmente prejudicada.

 

Contudo, vale destacar que a Rússia é aliada do governo sírio, uma vez que ajudou o ditador Bashar al-Assad a recuperar alguns territórios perdidos para rebeldes. Ainda, há de se considerar que os versos de Isaías não necessariamente falam sobre o presente. Há quem diga que esse texto descrevia os assírios derrotando os povos arameus que ocupavam Damasco durante 732 a.C.

 

Comentando sobre o caso, Robert Mulholland, professor do Seminário Teológico de Asbury (EUA), explicou que o contexto deixa claro que a cidade cairia em mãos assírias, o atual Irã. Contudo, atualmente, esses dois países – Síria e Irã – são aliados fiéis. Por outro lado, teóricos da conspiração assumem que esta é uma profecia futura, uma vez que em nenhum momento de sua história, Damasco foi despovoada, mesmo sendo a cidade mais antiga do mundo continuamente habitada.

Já para o pastor australiano Gary Cristofaro, de Melbourne, a profecia poderia ser algo que estamos vendo se cumprir neste momento. No entanto, ele adverte que devemos ser cautelosos quanto à interpretação de textos bíblicos.

 

Verdade ou ficção, o fato é que muitas pessoas estão relendo as escrituras em busca de coincidências que apontem para os recentes acontecimentos.

[ El Diario ] [ Foto: Reprodução / El Diario ]